Menu
 
 

SuperSU v2.82 é liberado na Play Store, mas atualização não corrige problemas com Xperia

O desenvolvedor principal do SuperSU, Chainfire, informou no dia 30 de maio, por meio da sua conta no Google+, que a versão 2.82 do aplicativo já foi liberada. Ao que tudo indica, já deve também estar disponível para todos os usuários por meio da Play Store. Mas, segundo ele, a atualização não corrige os problemas relacionados a linha Xperia, em contrapartida, um ZIP de correção já foi disponibilizado aos usuários afetados. As melhorias e mudanças foram, em suma, focadas no Android Nougat, mesmo que existam várias correções para o Android O.

Esta atualização contém uma série de correções de bugs e melhorias, bem como o aumento da compatibilidade com muitos dispositivos recentes e versões do Android. A maioria das mudanças foram focadas no Nougat, apesar de existirem várias correções relacionadas ao O (prévia) também.

A partir de agora, a versão mais antiga do Android suportada pelo SuperSU é a Gingerbread (2.3), já que as versões 2.1 (Eclair) e 2.2 (Froyo) foram removidas da solução. Além disso, a utilização do SELinux foi reformulada para Android 7+, onde o conjunto de regras foi reduzido e os binários foram portados para executar comandos em seu próprio contexto. Segundo Chainfire, a versão corrente deve funcionar em alguns dispositivos com Android O, embora alguns deles (principalmente o Google Pixel e Pixel XL) ainda não são suportados; para estes, a recomendação é dar flash em um ZIP que resolve a incompatibilidade, ou então, aguardar pelas versões SR1 ou SR2.

Ainda se espera uma correção definitiva para os danos causados pela versão 2.80, mas segundo o desenvolvedor, ela não deve demorar a chegar. Além disso, as atualizações SR1 e SR2 também são muito aguardadas, mas estas, por questões de recursos. Sim, o trabalho sob o SuperSU será pesado nos próximos meses, e ao que parece, temos muitas novidades envolvendo o serviço à serem comentadas!

Leia também: SuperSU – ZIP da versão corrente

Leia também: Relatório de alterações completo no Google+

Fonte: Chainfire – Google+

Inline
Inline