Menu
 
 

iPhone e iPad mantém domínio nas empresas, mas veem Android crescer

Tablets e smartphones Apple ainda são os preferidos dos usuários corporativos, mas aparelhos embarcados com Windows e Android ganham terreno na batalha contra a companhia fundada por Steve Jobs. A fornecedora de ferramentas de gestão Good Technology mediu as ativações de dispositivos móveis nas empresas e observou retração na penetração de produtos da companhia capitaneada por Tim Cook.

Segundo o levantamento, no primeiro trimestre de 2015, 72% dos smartphones ativados no mundo eram operados pelo iOS, diminuição tímida de 1% comparado ao último trimestre de 2014. Enquanto isso, as ativações de Android alcançaram 26%, ganho 1% frente ao último trimestre do ano passado. Já as ativações do Windows Phone estacionaram em 1%, o mesmo percentual dos últimos seis trimestres, apontou o relatório.

Até aí, nada muito fora da normalidade. Agora, a Apple registrou declínio de onze pontos no mercado de tablets. No primeiro trimestre de 2015, iPads contaram com 81% das ativações do mercado em oposição aos 92% do mesmo período no ano anterior. Tablets rodando Android e Windows aumentaram sua participação no mercado para 15% e 4%, respectivamente. De acordo com a Good Technology, dispositivos Microsoft Surface apresentaram boa procura.

O smartphone mais popular entre os empresários é o iPhone 6, compreendendo 26% de todas as ativações de smartphones no primeiro trimestre de 2015. Por sua vez, o smartphone rodando Android mais ativado foi o Samsung 5. Juntos, representam 28 de cada 30 smartphones vendidos.

Os setores com o maior número de ativações de iOS foram Educação (83%), Governo (80%) e Finanças (76%). Ativações de Android prevaleceram nos mercados de TI (47%) e Energia (44%).

Enquanto isso, ativações de dispositivos Windows se concentraram no Varejo e Mídia. No varejo, os tablets com o sistema operacional da Microsoft representam 5% da parcela do mercado, enquanto entretenimento e mídia responderam por 7%. É a primeira vez que qualquer sistema operacional da Microsoft apresentou uma parcela maior que 5% em dispositivos móveis em qualquer setor.

Inline
Inline