Menu
 
 

Chrome começará a bloquear propagandas irregulares a partir de 2018

A internet é repleta de formas de obtenção de lucros, basta que você tenha um conteúdo ou utilidade à prestar e isso é tudo – e sim, estamos falando sério. Uma das grandes formas de se ter “retorno” na web, são as já conhecidas propagandas. Na teoria, as propagandas funcionam de forma excelente: receber informações relevantes enquanto navegamos por sites, mas na prática elas se tornaram um dos maiores temores da internet, e não é para menos; você pode analisar o seu grau de toxicidade se observar a guerra entre os AdBlockers. Anúncios totalmente irrelevantes, invasivos, maliciosos e muito mal posicionados são propagados de forma violenta, e não somente por questões financeiras, pois neste contexto ainda entram as questões de segurança. Muitos dos produtores de conteúdo utilizam de estratégias como esta, mas em muitos casos, o que falta é uma análise para que a percepção do que é agradável não se perca.

Questões pessoais de quem proporciona as propagandas a parte, a Google pretende mudar este cenário em 2018, ou a partir dele. A ideia é ampla, mas em resumo, eles passarão a trabalhar sobre um padrão específico de anúncios e os que não se adaptarem a estes padrões serão bloqueados. Tudo começou com uma parceira entre a gigante de Mountain View e a Coalition for Batter Ads, um grupo dedicado a melhorar as propagandas da web, e a partir daí, ambas começaram a trabalhar sob o Batter Ads Standards (Melhores Padrões de Anúncios, em tradução direta), um esquema que deve ajudar os anunciantes a otimizar as suas propagandas. Este esquema fornece imagens, vídeos e explicações para mostrar aos editores como estes padrões podem melhorar a qualidade do site e, além disso, disponibiliza um guia de melhores práticas.

Exemplo de propaganda invasiva – Google (Fonte: Blog do Google)

 

Diferente dos bloqueadores de propaganda, a Google pretende amenizar à zero o problema com as propagandas sem precisar extingui-las. Assim, a utilização da web pode, enfim, ser mais pura e perfeita e nada disso irá interferir na renda dos produtores.

Inline
Inline